Reflexões do Diário

Tags: Santuário

Varsóvia, 01/08/1925 Entrada no Convento.

O definitivo chamado de Deus, a graça da vocação para a vida religiosa, eu senti desde os sete anos de vida. Com essa idade, ouvi pela primeira vez a voz de Deus na alma, ou seja, o convite para uma vida mais perfeita, mas nem sempre fui obediente à voz da Graça. Não encontrei ninguém que me pudesse explicar essas coisas. Diário de Santa Faustina - 7

Finalmente, chegou o momento em que se abriu para mim a porta do convento. Foi no dia primeiro agosto, à tarde, na véspera de Nossa Senhora dos Anjos. Sentia-me imensamente feliz, parecia que havia entrado na vida do paraíso. O meu coração só era capaz de uma contínua oração de ação de graças. Diário de Santa Faustina - 7 - 17

 

Há 95 anos a jovem Helena Kowalska (Sta. Faustina) chega a Casa Geral da Congregação de Nossa Senhora da Misericórdia em Varsóvia , para iniciar sua vida religiosa atendendo ao pedido do Senhor Jesus.

Varsóvia Faustina

 

...) Nesses dois dias recebi a santa Comunhão como ato de reparação e disse ao Senhor: “Jesus, hoje ofereço tudo pelos pecadores, que os golpes da Vossa justiça caiam sobre mim, e o mar da misericórdia envolva os pobres pecadores”. — E o Senhor atendeu ao meu pedido; muitas almas voltaram ao Senhor, mas eu agonizava sob o peso da justiça de Deus; sentia que era objeto da ira de Deus Altíssimo. À noite, o meu sofrimento atingiu tão grande abandono interior que gemidos saíam do meu peito, mesmo contra a minha vontade. Fechei-me à chave em meu quarto e comecei a adoração, ou seja, a Hora Santa. A desolação interior e aquela experiência da justiça de Deus — eram a minha oração. Os gemidos e a dor que saíam da minha alma ocuparam o lugar do doce diálogo com o Senhor.

 

Então, de repente, vi o Senhor, que me estreitou ao Seu peito e me disse: Minha filha, não chores, porque não posso suportar as tuas lágrimas. Concederei tudo o que pedes, mas não chores mais. E inundou-me uma grande alegria e o meu espírito, como de costume, mergulhou Nele como em meu único tesouro. Neste dia conversei ainda mais com Jesus, encorajada pela Sua bondade.

 

E quando descansei junto ao Seu dulcíssimo Coração, disse-Lhe: “Jesus, tenho tantas coisas para Vos dizer”. — E o Senhor disse bondosamente: Fala, Minha filha. E comecei a expor as dores do meu coração, isto é, que me preocupo tanto com toda a humanidade, que “nem todos Vos conhecem, e aqueles que Vos conhecem não Vos amam, como sois digno de ser amado. Vejo ainda como os pecadores Vos ofendem terrivelmente e ainda a grande opressão e perseguição aos fiéis, especialmente dos Vossos servos. Vejo depois muitas almas que correm às cegas para o terrível abismo do inferno. Vede, Jesus, que esta é a dor que corrói o meu coração e os meus ossos e, ainda que me dispenseis o Vosso especial amor e me inundeis o coração com as torrentes da Vossa alegria, tudo isso não acalma os sofrimentos que Vos mencionei, mas antes fere ainda mais vivamente o meu pobre coração. Oh, como desejo ardentemente que a humanidade toda se volte com confiança para a Vossa misericórdia, e então o meu coração ficará aliviado, vendo a glória do Vosso Nome”. — Jesus ouviu essas confidências do meu coração com seriedade e atenção, como se não soubesse disso, como que ocultando diante de mim o Seu conhecimento dessas coisas. Era por isso mesmo que me sentia mais à vontade para falar. E o Senhor me disse: Minha filha, agrada-Me a linguagem do teu coração; pela recitação desse Terço aproximas a humanidade de Mim. Após essas palavras, vi que estava sozinha, mas a presença de Deus está sempre na minha alma.

Diário de Santa Fautina – 927-929

Polônia

 

Hoje é a solenidade do Sacratíssimo Coração de Jesus. Durante a santa Missa tive o conhecimento do Coração de Jesus e da natureza do fogo de amor que arde por nós, e como Ele é um mar de misericórdia. Então ouvi a voz: Apóstola da Minha misericórdia, proclama ao mundo toda essa Minha insondável misericórdia. Não desanimes com as dificuldades que encontrares na divulgação da Minha misericórdia. Essas dificuldades, que tão dolorosamente te atingem, são necessárias para a tua santificação e para comprovar que essa obra é Minha. Minha filha, sê diligente em anotar cada sentença que te digo sobre a Minha misericórdia, porque isso se destina a um grande número de almas que delas tirarão proveito.

Diário de Santa Faustina- 1142

Coração na mão de Jesus

Em determinado momento, quando a Imagem estava exposta no altar, durante a procissão de Corpus Christi, e no momento em que o sacerdote expôs o Santíssimo Sacramento, o coral começou a cantar. Então, os raios da Imagem atravessaram a Santa Hóstia e espalharam-se pelo mundo inteiro. Nesse instante, ouvi estas palavras: Através de ti, como através dessa Hóstia, passarão os raios da misericórdia para o mundo. – Após essas palavras, uma profunda alegria dominou a minha alma. Diário de Santa Faustina – 441

 Custódia altar 1